terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Menos demais

Boa noite...
…seria, se não tivesse somente uma hora para desenhar, com os olhos, o brilho do teu sorriso. Converto o tempo em segundos para ludibriar a minha ansiedade, mas nem assim me basta! Recolhes-te no teu silêncio e procuro-te no olhar. Aguardo uma palavra tua, como uma criança espera o seu presente de aniversário. Sinto, ainda, o gosto da tua pele na minha e desejo um beijo teu, mas ele esconde-se na penumbra da noite, sem deixar rasto nem destino. E chamo-te…
Chamei antemanhã, e não me respondeu.
Era cedo demais
Dei mais do que pedia, e não me respondeu.
Era pouco demais…
Amei quanto podia, e não me respondeu.
Era demais, demais…
Bati já noite velha, e não me respondeu.
Era tarde demais.
Demais, demais, demais…
Que coisa faltou tanto
À minha demasia?
Que foi que sobrou tanto,
Que foi menos demais? …

Sem comentários:

Enviar um comentário