domingo, 5 de janeiro de 2014

Ficaste


Ficaste, eternamente,

No coração que por ti bateu.

Neste palpitar,

Vadio e inocente,

Que só em sonhos acontece

E dulcificam o despertar…

 
O teu rosto, o teu corpo, o teu perfume

Residem para mim ainda e sempre

No desejo em que te guardo

E aguardo impaciente

Porque o coração não dorme

Sonha nesse latejar…

Sem comentários:

Enviar um comentário