terça-feira, 10 de abril de 2012

O Meu Poema


O meu poema não tem palavras
Veste sonhos d’autor
Transporta o meu desejo
Declama para o meu amor

Não tem, portanto, idioma
Nem qualquer nacionalidade
Por isso não pode mentir
Fala, somente, a verdade

Essa ausência de geografia
É a pátria do meu poema
Recita versos com alma
Sem se ouvir um só fonema






Sem comentários:

Enviar um comentário